15 de jul de 2013

Baba de morcego, mijo de pium e contra-cheques de secretario de estado pode ser cura para espinhela caída

As redes sociais vem se tornando cada vez mais um espaço onde os internautas interagem seja qual for o assunto e muitos, apelam ate em busca pela cura de alguma enfermidades, pedindo conselhos.
O ex deputado e fiscal da Fazenda Luiz Calixto por exemplo, disse estar sofrendo com a enfermidade conhecida popularmente de “espinhela caída”.

Na medicina formal, a “espinhela caída” explica-se que em nosso toráx, na parte anterior na linha mediana, existe um osso achatado,  o esterno, sobre o qual se articulam as clavículas e quase todas as costelas. Na  parte inferior desse osso, encontra-se uma pequena formação cartilaginosa cujo  nome científico é apêndice xifóide, mas conhecido, vulgarmente como espinhela.  Esse apêndice sofre variações em sua forma. Entretanto, segundo os anatomistas,  mais se parece a uma espada, daí seu nome (Xiphos, espada, e  eidos, forma).

Na postagem de Calixto, diversos foram os conselhos dos internautas para curar a doença entre eles alguns engraçados.
O internauta Evandro Damasceno por exemplo, disse que a cura certa seria a  Baba de morcego, mijo de piúm e um contra cheques de secretário do governo! E a receita do preparo, insiste Damasceno, seria, misturar tudo e ferver em um fogão, de preferência da cozinha do Pascal Kalil, uma das famílias que mais ganha licitações em fornecimento de marmitex e refeições prontas para o governo e a prefeitura da capital do Acre.

Mais a maioria mesmo dos internautas, aconselharam Calixto a procurar uma boa rezadeira, comum na medicina tradicional da região amazônica. Acompanhe todas as dicas seguindo o ex deputado pelo Facebook clicando aqui