17 de nov de 2010

Calote tucano

A equipe que trabalhou no programa de televisão da campanha política da coligação Liberdade, Produzir para Empregar, do candidato tucano Tião Bocalom (PSDB), que disputou o governo do estado, ainda está aguardando o pagamento do restante do valor acordado para produzir a mídia eleitoral.
Após o término da eleição (primeiro turno) a turma de criação foi informada que a prioridade seria pagar os cabos eleitorais (caso contrário estes denunciariam à imprensa) e, depois, os profissionais da mídia.
Ocorre que neste intervalo, foram marcadas várias datas para o pagamento e sempre nos dias acertados foram apresentadas desculpas diversas (segundo turno, impostos a pagar e até o falecimento de conhecidos).
Tentamos por todo dia de ontem, 16, falar com os dirigentes do PSDB no Acre, mas não obtivemos êxito.
Salomão Matos

Governo e prefeitura terão de demitir imediatamente todos agentes de endemias


A desembargadora Socorro Miranda, deu  provimento  ao  recurso  do  Ministério  Público  do Trabalho,  para reformar  a sentença de 1º  Grau,  a fim de determinar  que o Estado do Acre se abstenha de contratar a empresa Serviço Social de Saúde do Acre ou outra com idêntica finalidade de fornecer empregados terceirizados para  executarem  as  funções  de  Agente  de  Vigilância  de  Saúde,  Agente Comunitário de Saúde e Agente de Endemias,  sob pena de multa diária de R$ 10.000,00  no caso de descumprimento,  valor  reversível  ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).
Com isso,  segundo o presidente do Sindicato dos Agentes de Endemias no Acre,  Hedislandes Gadelha, “todos os 600 agentes que já estão atuando no combate ao mosquito transmissor da dengue serão demitidos sumariamente e até mesmo o concurso de agentes em caráter temporário da prefeitura de Rio Branco, com base na sentença do TRT, não poderá ser realizado”.
Também Acordaram à sentença, os Magistrados integrantes da 2ª Turma do Tribunal Regional da 14ª Região por unanimidade.
Tentamos contato com o secretário de saúde municipal de Rio Branco, Paskal Kalil, pelo telefone 9985 85**, mas a sua assistente disse que ele estava em reunião e não poderia atender a nossa reportagem no momento, para falar sobre o assunto.
Na semana passada, o prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim, PT, decretou estado de emergência, dado o alto índice de infestação do mosquito transmissor da dengue. Os bairros com maior incidência de focos do mosquito, são Sobral, São Francisco, Universitário, Tucumã, Rui Lino, Alto Alegre e Cadeia Velha.
Salomão Matos

Cartórios fecham e cadáver tem de esperar na fila para ser enterrado no Acre


A Presidência do Tribunal de Justiça e a Corregedoria Geral da Justiça do Acre disponibilizou nesta quarta-feira, 17, em sua página da internet as justificativas para o fechamento dos cartórios e serventias em Rio Branco no Acre.
Segundo a justificativa, ocorre em virtude do processo de privatização e organização das novas Serventias Extrajudiciais da Comarca de Rio Branco e com isso, o funcionamento de algumas unidades cartoriais foi alterado, devendo ser normalizado até o final desta semana.
Até ontem, 16, apenas o cartório localizado no antigo prédio do colégio Dom Pedro, no Bosque, estava funcionando, o que gerou revolta para quem precisou de atendimento judiciário. Até mesmo enterros foram adiados por falta de uma simples emissão de atestado de óbito, drama esse vivenciado pela família de Pedro Feitosa, que faleceu vítima de uma parada cardíaca. Para sepultá-lo, a família percorreu todos os cartórios (fechados), na tentativa de conseguir um atestado de óbito para liberar o sepultamento.
Os parentes do falecido não quiseram se identificar, mas afirmam  que o sepultamento só foi realizado, ontem, por que a família tem relação de amizade com um juiz local, que assinou o protocolo de liberação do enterro.
Salomão Matos