16 de fev de 2011

Governo do Acre tenta esconder casos hemorrágicos de dengue no estado

Paciente com dengue hemorrágica agoniza no PS de Rio Branco e Hemoacre se recusa a liberar bolsas de sangue à família

A servidora pública Maria da Conceição Ferreira Araújo, de 56 anos, está internada com a forma mais grave da dengue (hemorrágica), no leito 101, do Pronto Socorro de Rio Branco-AC, desde a semana passada e a família vem enfrentado uma verdadeira maratona para conseguir doadores de sangue, para repor o estoque, caso haja uma emergência.
Pelo último boletim médico repassado à família de Conceição, o quadro hemorrágico dela evoluiu bastante e suas plaquetas já estão no limite do aceitável para a sua sobrevivência: 16 milhões.
Maria Auxiliadora, irmã da paciente, informou que “os médicos alertaram também, que o quadro clínico da Conceição é tão grave que a qualquer momento ela pode começar a sangrar por todos os orifícios do corpo e nem por isso lá no Hemoacre eles liberam essas bolsas de sangue para aumentar o que eles chamam de plaquetas. Meu Deus... eu não sei mais o que fazer”, disse desesperada.
O problema maior é que os familiares de Conceição ainda não haviam conseguido os doadores de sangue até as 17:30h desta terça-feira, 15, e foram informados que o Hemoacre fechou para atendimento as 17h, e mesmo que a família consiga quem doe sangue ainda hoje, a transfusão só será possível ser feita a partir das 6:30h desta quarta-feira, 16.
Em contato com as secretarias estadual e municipal de saúde, a reportagem não conseguiu falar com os responsáveis pela área administrativa do hospital onde Conceição está internada, uma vez que no Pronto Socorro, a reportagem, ao se identificar, foi ignorada pelos servidores logo na portaria quando questionados sobre o assunto.
Nota de esclarecimento Secretaria de Estado de Saúde
Em relação à nota sobre a paciente Maria da Conceição Ferreira Araújo, internada com dengue no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco, a Secretaria de Estado da Saúde, por meio do secretário em exercício Amsterdam Sandres, informa que o estado da paciente é estável e que até o momento nenhuma solicitação de sangue foi feita porque não foi necessário.
O gerente técnico da unidade de saúde, Giovanne Casseb, informa que pela manhã desta terça-feira as plaquetas da paciente eram de 16 mil (e não de 16 milhões como informou o site, fosse assim ela já teria falecido). Segundo o protocolo do Ministério da Saúde, a transfusão só é realizada quando as plaquetas estão em 10 mil. O coordenador informa ainda que no final da tarde foram realizados novos exames e o número das plaquetas haviam subido para 52 mil e a partir de 50 mil, o paciente já pode ter alta e continuar o tratamento em casa.
Segundo a gerência do Pronto-Socorro, a paciente está respirando bem, conversando e tem alta prevista para esta quarta-feira, conforme procedimentos médicos.
Informamos ainda que nem a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde nem o secretário em exercício, Amsterdam Sandres, receberam qualquer contato deste site. Estamos à disposição para prestar outros esclarecimentos.
Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Saúde

Nota do repórter:
Senhora Mariama,
Faz-se necessário dizer, que a publicação da nota de esclarecimento em sua íntegra sobre a matéria, fora de autoria da editoria do site ac24horas e não deste repórter que acompanhou e vai continuar acompanhando o caso da senhora Conceição, até que esta paciente esteja totalmente fora de perigo e em especial longe dos sistemas de atendimento público de saúde do Acre, bem sabido, muito distante de ser de primeiro mundo como vocês bem apregoam.

Sobre os contatos que a nota diz não terem sido feitos pelo site para uma resposta do ESTADO, nem na saúde e no próprio hospital (PS), esclareço que EU pessoalmente, peregrinei com os familiares da paciente, não só pelas alas do Pronto Socorro e Hemoacre pedindo a ajuda que lhes foi negada, Digo-vos ainda, que a senhora Conceição mora ao lado da minha residência e acompanho o drama de todos os familiares dela, desde que esta contraiu dengue HEMORRÁGICA, casos graves dessa natureza que vocês e o estado tentam esconder a todo custo de toda a sociedade, sabe-se lá porque?

Por fim, bem me conhece e sabe qual ética trabalho. Sempre na luta e tentativa, muitas vezes frustrada de bem informar, esbarrando na maioria com assessores ou outros comandados do governo, para não macular à sua imagem ante a opinião pública.


Meus números de telefone são: 92068286// 3229 2516. Trabalho 24horas POR DIA e estou sempre a disposição , para ouvir (claro) o outro lado, mesmo que esses na maioria das vezes me batam com  a porta na cara, como o fizeram hoje no Pronto Socorro, quando simplesmente eu buscava a verdade.

abs.

Salomão Matos

Nenhum comentário:

Postar um comentário