23 de fev de 2012

Enchente

Ministro da Integração Nacional vem ao Acre nesta sexta-feira

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, vem ao Acre nesta sexta-feira, 24, para acompanhar a situação da enchente dos rios, que já atinge mais de 65 mil pessoas em nove cidades. O ministro deverá sobrevoar áreas alagadas junto com o governador Tião Viana e o chefe da Defesa Civil Nacional, Armin Braun. Há 16.798 pessoas alojadas em abrigos públicos, 5.551 somente na capital Rio Branco. No boletim divulgado ao meio-dia pela Defesa Civil, o nível do Rio Acre manteve a medida de 17,50 metros, a mesma verificada às 9 horas de hoje.

Todo o trabalho de prestação de socorro à população das áreas urbanas e rurais e que está nas comunidades indígenas e ribeirinhas é desenvolvido em parceria entre as prefeituras, governo do Estado e governo federal. Exército, Aeronáutica, Força Nacional, servidores públicos e voluntários ajudam na retirada de famílias das regiões alagadas. Três aeronaves (um avião Hércules da FAB e dois helicópteros) percorrem os municípios levando mantimentos e remédios. A presidente Dilma Rousseff anunciou a liberação de R$ 1 milhão, que será usado para a compra de alimentos, água potável, produtos de higiene e limpeza.

Além dos municípios do vale do Rio Acre (Assis Brasil, Xapuri, Brasileia, Epitaciolândia, Porto Acre e Rio Branco), estão sendo afetados pelas enchentes as cidades de Cruzeiro do Sul, banhada pelo Rio Juruá; Santa Rosa do Purus e Manoel Urbano, pelo Rio Purus; e Sena Madureira, pelo Rio Iaco. Na desembocadura do Rio Acre, já em Boca do Acre (AM), a água está fluindo desde ontem quando o Rio Purus começou a baixar, evitando o represamento.

A Secretaria de Educação de Rio Branco atualizou na manhã desta quinta-feira, 23, o número de escolas fechadas por conta da cheia do Rio Acre e seus afluentes.  Já são 15 escolas atingidas, sendo duas rurais, totalizando 3.351 alunos afetados pela alagação. As escolas não atingidas funcionam normalmente nas redes estadual e municipal. A  prefeitura de Rio Branco optou por  não decretar  ponto facultativo.

O governo do Acre decretou ponto facultativo nesta quinta-feira e somente órgãos públicos e serviços essenciais das áreas de saúde, segurança e educação estão funcionando. No balanço de hoje, a Secretaria de Educação do Estado contabilizou 20 escolas urbanas e uma rural atingidas pela enchente do Rio Acre. As aulas foram suspensas também nas unidades de ensino administradas pelo município de Rio Branco, onde estudam mais de três mil alunos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário