22 de set de 2009

HILDEBRANDO DIZ ; "NÃO SOU CUMPADO PELA MORTE DE CRISPIN E NEM DE AYALA .NIM MATOU ELES"


O ex-deputado federal Hildebrando Pascoal assegurou agora, com base em depoimentos, que o autor da morte de Crispin foi Nim , o irmão do ex-deputado José Alex. Para Hildebrando, o grande absurdo, foi a cópia do interrogatório de Nim fornecida à Marcos Figueiredo para ele decorar e depor na mesma linha de acusação contra ele, "afirmando que eu fui o mandante do homicídio para impedir seu depoimento na CPI".


Para Hildebrando, Crispin viu Nim e Marcos Figueiredo executando Arildo Pereira de Souza, fato que teria motivado a Nim, executá-lo.

Hildebrando esclarece caso Ayala

Consta na denúncia que Hildebrando Pascoal mandou matar Crispin e Ayala para impedir o depoimento das vítimas na Subcomissão dos Direitos Humanos. Ayala teria conversado com Gercino em seu gabinete. Hildebrando afirma que em declarações, estão comprovadas não existirem nenhum registro da visita de Ayala ao gabinete do desembargador.

Hildebrando disse que a Subcomissão foi instalada no dia 09 de outubro de 1997, 30 dias após a morte de Ayala. No dia seguinte, a morte de Ayala, Gercino teria recebido um telefonema anônimo falando sobre a morte do policial civil, fato desmentido, segundo Hildebrando, "em contradições apresentadas nos depoimentos cedidos a CPI do Narcotráfico".

Em depoimento, a esposa de Ayala disse não ter conhecimento de tal depoimento do seu marido perante à Comissão, que na época, segundo a defesa, era inexistente. Raimundinho teria declarado ter problemas de relação com Ayala, fato que segundo Hildebrando, teria motivado o assassinato.

O ex-deputado federal, com mais de 6h de depoimento, se prepara agora para esclarecer, finalmente, os fatos envolvendo a trama e o assassinato de "Baiano", principal peça do julgamento.

Fonte: http://www.ac24horas.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário