7 de abr de 2011

Prostituição infantil

Menores acreanas estão fugindo de casa para se prostituir em RO

A informação de que menores acreanas estão fugindo de casa para se postituir no estado de Rondônia, mais especificamente nas Usinas Hidrlétricas de Jirau e de Santo Antônio, chegou ao nosso conhecimento, atravês de uma mãe que nos procurou deseperada, e foi confirmada pelo Comissáriado de Menores naquele estado.

A mãe que pediu para não ser identificada, afirma que a filha de apenas 13 anos fugiu de casa rumo as hifrelétricas, acompanhada de uma cafetina por nome de Alzira e com ela, viajou com outras cinco menores de idade.
Por telefone, a nossa reportagem conversou longamente com o Conselheiro do Comissáriado de Menores em RO, Mário Viana, e nos disse que os menores são atraídos pelo diheiro rápido e fácil usando o corpo como moeda de troca. Nas usinas trabalham em cerca de 22 mil homens e a região no entorno, contou Mário,” incluindo residencias paticulares, foram transformados em prostíbulos e a maioria das garotas de programas e até rapazes menores de idade são do estado do Acre”,revelou.

O conselheiro relatou ainda, que “todos os dias nos prendemos menores ai do Acre sendo explorados sexualmente nas casas de prostituição. A situção é muito grave e algo precisa ser feito de imediato”, relata.

Procurado para saber se no conselho tutelar de Rio Branco, haviam denuncias nesse sentido, a conselheira Mariluce Sales, informou que não tinha conhecimento de nenhum caso, mas garantiu que vai entrar em contato no comissáriado de menores em Rondônia, para saber que tipo de ações podem ser feitas para coibir essa prática de crime contra crianças.

Para saber se existe fiscalização nas estradas no sentido de proibir que menores de idade deixem o estado sem autorização dos pais ou responsáveis, o Inspertor da Policia Rodoviária Federal do Acre, Nelis Nilton, disse que as abordagens são constantes e “o problema maior é que nossa malha viária é extensa e existem ônibus urbanos como o Dom Moacir por exemplo, que praticamente deixam a cidade. Os menores poder entrar nesses coletivos sem levantar suspeita e após a berreira pegam carona co os aliciados que já os estão esperando", lamenta.
Segundo ainda o Inspetor, disse que vai fazer contato com o serviço de inteligencia da PRF de Rondônia e em conjunto,irão investigar esse tipo de crime.

Ao final da entrevista, o conselheiro Mário disse que pais ou responsáveis que desejam procurar alguma informação sobre os filhos que deixaram suas casas sem os seus consentimentos, podem fazer contato pelo telefone 0XX 69 3901 3251, e “quem sabe não são menores fugidos ai do Acre e que já passaram por aqui? Uma média de cinco a 10 casos de prostituição infantil são atendidos todos os dias e a maioria são cranças do estado acreano”, disse.
Salomão Matos

Nenhum comentário:

Postar um comentário