17 de mai de 2011

O governo mentiu!!!

Documento comprova saída de colchões doados para desabrigado para atender Força Nacional

Ao contrário do que afirmou a secretaria de comunicação do governo do Acre, Mariama Morena, e diferente do que foi afirmado pelo líder do governo, deputado Moisés Diniz [PCdoB], com base em informações oficiais do comando da Policia Militar, 14 colchões saíram do Quartel da PM destinado ao Centro Integrado de Ensino da Segurança Pública.

donativo_alaga1in23
O deputado Major Rocha [PSDB] confirmou hoje pela manhã que os colchões eram dos donativos destinados aos alagados. O deputado denunciou também o estrago de alimentos que estão estocados em salas da Policia Militar do Acre.
De acordo com documentos que foram checados pela reportagem do ac24horas do livro de registro da Guarda Militar, os colchões saíram da PM no dia 15 de maio, no domingo. Ainda segundo o deputado Rocha, as denúncias foram feitas pelos próprios militares.
donativo_alaga2in- Eu fui verificar o transporte dos colchões e acompanhei o carregamento até o CIESP, não foi ninguém que contou. Não houve registro de alimentos, mas há depoimentos que afirmam a retirada de alimentos para atender a Força Nacional – disse na Tribuna o deputado tucano.
A secretária Mariama Morena chegou a dizer que este site tinha mentido ao afirmar com base no Blog 04 de Maio, que donativos destinados aos desabrigados haviam sido destinados aos 180 homens da Força Nacional.
Em sua fala hoje na Aleac, o deputado-major Rocha convidou a secretária Mariama Morena, os deputados da base governista e a imprensa, para visitar o depósito onde os donativos destinados aos desabrigados da alagação em Rio Branco estão estocados. Mariama foi contradita também pelo líder do governo.
Rocha esteve hoje pela manhã no Comando da Policia Militar checando mais uma informação, de que alimento que deveriam ter sido doados para as famílias vitima de alagação, estão se estragando nas salas da corporação.
Em sua fala na tribuna da Aleac, O deputado Moisés Diniz sugeriu que o Ministério Público seja chamado para averiguar se ainda há donativos para ser entregue aos desabrigados, e se tiver que chame a responsabilidade de quem é responsável pela distribuição.
E Rocha ouviu a sugestão:
- Vou ao Ministério Público pedir providências para esse descaso e requerer que o órgão peça explicações do Estado para saber o porque que até hoje os alimentos não foram entregues as famílias necessitadas – comentou.
O ac24horas procurou o comandante da Policia Militar através da assessoria de imprensa da PM, mas não fomos atendidos. 

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
js.carioca@hotmail.com
Rio Branco - Acre

Nenhum comentário:

Postar um comentário