10 de set de 2009

IGUALDADE RACIAL


Foi aprovado ontem 09/10 na Câmara dos Deputados o Estatuto da Igualdade Racial.

Para votar o estatuto, os líderes dos partidos fecharam um acordo. A maioria dos pontos polêmicos que estava no texto foi retirada ou modificada.

Veja alguns itens que muda:

-Não será mais obrigatória a identificação dos estudantes de acordo com a raça, no censo escolar. Saiu do texto a regra que daria preferência em licitações públicas a empresas que promovessem ações de igualdade racial;

-Caiu o item que obrigaria emissoras de televisão a reservar uma cota para atores e figurantes negros; e também foi retirada do estatuto a criação de cotas para negros nas universidades.

OBS: O texto fala apenas que o governo deve adotar programas que garantam o acesso dessa população ao ensino superior.

Ora, enquanto não tivermos políticas públicas sérias, voltadas SIM para uma educação de qualidade , universalizada e justa, estaremos fadados ao retrocesso de um país sem identidade .

No Brasil , vivemos de um passado não muito distante ; Onde a COR , etinia ou raça era e ainda é o que nos define como gente capaz.

Políticos que só almejam as suas contas bancárias e juristas sem o compromisso fiel dos princípios que a lei os deu , de nada adianta, num país onde a corrupção ainda é a principal bandeira.

O BRASIL é formado de homens livres já diz a constituição. Somos homens livres sim e não temos diferenças. SOMOS BRASILEIROS.

O que precisamos...é de homens de VERGONHA NA CARA ; que olhe para o seu semelhante e os sinta  COMO GENTE... Na pior das hipóteses, ao menos lembre que na próxima eleição... somos nós que decidiremos se ele continua no poder ou será apenas mais um vulto como nós , que passamos por eles despercebidos por quatro anos.

Como diria o ex e falecido presidente Figueiredo; “um povo burro... é melhor de governar” È assim que a maioria que elegemos -difícil dizer quem não é- ainda pensa. Pensem nisto meus irmãos.

2010 vem ai. Usem a urna como uma arma, uma bandeira de dizer já chega; de um basta; de não quero mais ser visto como um mero instrumento e massa de manobra desses canalhas e inesclupulosos que teimam em pensar que não somos capazes.

E viva a DEMOCRACIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário