19 de abr de 2011

Esquadrão da morte

Caso Clerisnar: advogado pede prescrição do crime em favor de Hildebrando Pascoal

O advogado de Hildebrando Pascoal, Armisson Lee, deu entrada na manhã desta terça-feira 19, no Tribunal do Juri no Forum Barão do Rio Branco, com pedido de prescrição do crime de sequestro e cárcere privado da vítima Clerisnar Alves, mulher de José Hugo (Mordido), principal acusado pelo assassinato de Ytamar Pascoal, crime ocorrido em junho de 1996.

O pedido de prescrição foi feito ao juiz Leandro Leri Gross, e se estende além de Hildebrando Pascoal, a outros cinco acusados, sendo eles, Aureliano Pascoal, [na época comandante da polícia militar]; Manoel Maria Lopes, o coroinha, [foi quem acompanhou Clerisnar á São Paulo]; os policiais civis Alex Fernandes Barrros, Ney Roque e o soldado Marco Antônio que participaram diretamente do seqüestro.

A análise do pedido de prescrição, deve ser deferida ou não pelo magistrado Leri Gross, ainda esta semana.

Em se negado o pedido do dvogado de defesa, estará mantido o julgamento dos acusados para o próximo dia 2 de Maio esse ano.

Salomão Matos

Nenhum comentário:

Postar um comentário