12 de abr de 2011

Justiça

 PM que promoveu tiroteio na Vila do “V” é condenado a 25 anos de prisão

Jovem de 19 anos foi morto com um tiro na nuca e dois outros ficaram feridos


Leomar_crimeLeomar Carlos de Lima agiu de forma insana contra inocentes (Foto: Arquivo/Agazeta.net)O policial militar Leomar Carlos de Lima foi condenado a 25 anos de prisão pela morte de um jovem de 19 anos na Vila do “V”, no município de Porto Acre, durante um acesso de fúria, no dia 26 de março do ano passado. Na mesma ocasião, o PM tentou contra a vida de dois outros jovens e de dois colegas de farda.

O julgamento foi realizado ontem, 11, e durou mais de 12 horas.  O réu foi condenado ainda a pagamento de indenização no valor de R$ 10 mil aos familiares do jovem assassinado e de R$ 3 mil reais para cada um dos jovens que sofreu tentativa de homicídio. O réu vai recorrer da sentença na prisão.

De acordo com a denúncia, Leomar estava na casa de um amigo ajudando nos preparativos de uma festa, quando se desentendeu com um colega de farda, o cabo José Fernando da Silva. De posse de uma pistola da corporação efetuou três disparos acertando o colega de farda.  Outro PM, o sargento Oswaldo Martins Castro tentou impedir o crime e levou quatro tiros.

Na fuga, o policial encontrou no caminho os jovens Vanilza Freitas dos Santos, Francisco Costa dos Santos e Natanael de Souza.  O trio estava numa parada de ônibus, na entrada de um ramal. Leomar chegou e pediu um isqueiro para Natanael, que respondeu negativamente. Neste momento, o policial saca a pistola e dispara na nuca do rapaz de 19 anos que morre na hora.

Vanilza e Francisco correm, mas são baleados na perna. Desde então eles vivem com medo, mas foram ao  tribunal do Júri relatar o  drama vivido e pedir que fosse feita justiça pela morte do amigo. Os dois policiais baleados também foram ouvidos. Eles contaram que o colega de farda perdeu a cabeça por causa da ingestão de bebida alcoólica.
De agazeta.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário