2 de mar de 2011

Contra o povo acreano Jorge Viana consegue adiar validade do fuso horário

Volta ou não do horário antigo do Acre fica para Abril

Sem acordo na CCJ, senadores retiram de pauta discussão sobre validade do referendo do fuso horário do Acre
Bastou pouco mais de 20 minutos de discussão para que os senadores da Comissão de Constituição e Justiça- CCJ, postergassem a pedido do senador Jorge Viana (PT), para o mês de abril, as discussões sobre a validade ou não do referendo do fuso horário do Acre.

O relator da proposta, senador Sérgio Petecão (PMN-AC), recomendou que seja seguido o resultado do referendo realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral no Acre, que contabilizou a rejeição do fuso horário pela população, implantado em 2008 por 184.478 eleitores (56,87% dos votantes).

Para Petecão, “o povo acreano já decidiu e a vontade do povo é soberana. O Acre quer voltar o horário de Deus como chamamos lá no nosso estado. Se não respeitarmos a vontade do povo a quem devemos respeitar?", apelou.

Contudo, Petecão deixou transparecer, que a pretensão de se postergar o adiamento da matéria do fuso horário pelos senadores contrários a consulta popular, havia por trás interesses de emissoras de rádio e TV, o que foi rebatido por Viana, alegando que, "apesar de se ter que respeitar a vontade do povo acreano, deve-se porém, fazer uma análise legal para não ferir o princípio da constitucionalidade", disse.

Sem acordo, alegando complexidade do projeto e da necessidade de uma re-análise, o presidente da Comissão da (CCJ), senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), acabou por retirar o projeto de puta, que deve voltar a ser discutido agora, somente no mês de abril.

Salomão Matos

Nenhum comentário:

Postar um comentário