18 de mar de 2011

Manda quem pode, obedece quem tem juízo

Detran instala semáforo na frente de Igreja de deputado

Os investimentos na sinalização do trânsito de Rio Branco são visíveis e em determinados locais, até excessivos. Desde o inicio do ano, o Detran/AC vem desenvolvendo um projeto de implantação de semáforos em cruzamentos onde o grande fluxo de veículos chegava a engarrafar o trânsito, como era o caso do cruzamento da Av. Getúlio Vargas com  a Rua Cel. José Galdino, no Bosque, onde recentemente foi implantado um semáforo para controlar a passagem dos carros.
Mas nem sempre os mesmos critérios são adotados pelo órgão que controla a sinalização. Veja o exemplo: o Detran está finalizando a implantação de um semáforo numa Avenida que possui pista dupla, ciclovia e no local onde o equipamento foi colocado, não há confluência de ruas, nem a travessia constante de pedestres nos horários de pico.
O referido semáforo foi implantando na Av. Antônio da Rocha Viana, exatamente na frente do Templo Central da Igreja Assembléia de Deus, cujo líder maior é o deputado estadual Helder Paiva (PR).
No local, o grande fluxo de pedestres para cruzar a Avenida, ocorre somente nas noites de domingo, quando se encerra a celebração dominical. No local também foi implantada uma faixa de pedestres, reforçando a sinalização vertical.
O engenheiro de trânsito do Detran, Artur Viana, explicou que a implantação do semáforo na via, levou em conta o grande fluxo de veículos e os índices de acidentes registrados no trecho. Segundo ele, foi realizado um levantamento e juntamente com a RBtrans, o Detran chegou a conclusão de que era necessária a instalação do equipamento no local.
“A gente fez um estudo de tráfego com a contagem dos veículos e viu que a solução para o local seria a implantação de um semáforo. Ali por causa do alto índice de acidentes e pelo fluxo de pessoas, viu-se a necessidade do equipamento. O semáforo lá será com botoeira, e somente ficará fechado quando alguém acionar o dispositivo”, explicou o engenheiro, lembrado que o equipamento permanecerá a maior parte do tempo na cor verde, portanto, aberto para os veículos.
Escola particular recebe atenção diferenciada da pública
Na mesma Avenida onde está localizado o Detran, a Nações Unidas, o órgão dispensa tratamento diferenciado para duas escolas: uma pública a outra particular. Na escola infantil Max, em frente ao 7º BEC, nos horários de entrada e saída dos alunos, um agente do trânsito do órgão, controla o tráfego parando os carros para a passagem dos pedestres. Uma faixa exclusiva para os pedestres indica o local exato para a travessia. Pouco mais de 1 km á frente, na escola pública Neutel Maia, o Detran limitou a atenção aos alunos a uma faixa de pedestre. Na entrada e na saída das aulas, os alunos precisam apelar para o bom senso dos motoristas, pois não usada mesma boa vontade dos agentes de trânsito.
Escrito por Jairo Barbosa – jbjurua@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário