21 de mar de 2011

Elefante Branco

“Álcool Verde no Acre não passou de propaganda até agora”, diz presidente do Sindicato dos Postos e Derivados de Petróleo no estado

O presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis e Derivados de Petróleo no Acre, José Magid, disse que o governo do estado criou uma falsa expectativa ao empresariado local sobre o funcionamento da Usina de Álcool, no entanto,  diz ele que,  “tudo não passou de propaganda até agora. A usina funcionou uma única vez no ano passado e parou. O resultado até agora aquele elefante branco ás margens da BR 317”, disse.

Experiente no ramo, Magid diz que é preciso muito mais que simplesmente produzir álcool. Ele afirma, que sequer o estado teria capacidade para armazenar combustível suficiente, caso a produção da usina fosse suficiente para atender a demanda do estado. “ Se a usina funcionar [...], onde iriam armazenar por exemplo hum milhão de litros? É muito mais complicado do que se imagina e vamos continuar  a pagar um dos combustíveis mais caros do país por muito tempo, até que se mude o modo de se fazer política no nosso estado”, lamentou.

Enquanto a famigerada Usina da Álcool Verde no Acre, não entra em funcionamento e dá a luz da graça que tanto fala as equipes econômicas do governo, de se livrar de vez da dependência de outros estados, a Gasolina, Diesel e o Etanol vão passar por um novo reajuste até o final desse mês..

O governo federal já acendeu o sinal de alerta e a Petrobrás quer reajustar o quanto antes o preço desses produtos ao consumidor em todo o país, em decorrência da falta de oferta de cana de açúcar e álcool nos estados produtores, apesar do Brasil ser o maior produtor do mundo.

Desde a última segunda-feira 14, o governo federal vem realizando vários encontros com usineiros para cobrar o incremento na oferta de álcool. Muitas empresas reduziram a produção do combustível para tirar açúcar das fábricas e se aproveitarem dos altíssimos preços do alimento no mercado internacional.

No último dia (17), logo depois de mais uma reunião com representantes do setor sucroalcooleiro, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou que os produtores de etanol garantiram que não haverá desabastecimento nos postos, mesmo que sejam obrigados a importar o combustível (o que já está ocorrendo). A meta do governo é que as usinas antecipem a safra de cana-de-açúcar para reativar o mercado e ampliem os investimentos para evitar um apagão.

Sobre os motivos que impedem que a Usina Álcool Verde entre em pleno funcionamento e minimize os impactos dos reajustes pela Petrobrás, já previsto, o Secretário de Agricultura do estado, Mauro Ribeiro, não foi encontrado para falar sobre o assunto e estava com o telefone dele [9984 **04] desligado.

Por telefone, conseguimos falar com a assessora de comunicação do estado Mariama Morena, e embora o assunto tenha sido colocado em pauta, ela informou que Mauro Ribeiro, estava em reunião e não poderia nos atender.

Salomão Matos

Nenhum comentário:

Postar um comentário