15 de set de 2009

EU VOU PEDIR VISTA DO PROCESSO TAMBEM...


Caros leitores ... desculpem-me...

logo pela manhã , quando publiquei a nota CORRUPÇÃO é por que antes havia ligado cedo para o Tribunal Regional Eleitoral na tentativa de saber da pauta da  sessão do dia 15/09  junto a assessoria do TRE/AC  sobre os processos que envolvem o prefeito  Nilson Areal de Sena Madureira  e Juarezs Leitão do município de Feijó, acusados de corrupção eleitoral. RESULTADO.... Fui induzido ao erro e a MENTIRA que não tem nada a ver com meu BLOG .

Acabei por divivulgar a noticia MENTIROSA de que os recursos de Nilson Areal ; prefeito de Sena Madureira e do Prefeito de Feijó Juarzez Leitão haviam sido retirados da pauta da sessão de hoje do pleno . 

Ocorre que por não sei por quantas caixas d´agua a sessão foi retirada de pauta e logo em seguida , creio para afastar os olhos da mídia OCORREU.

 Interesse de esconder da imprensa  e de quem interessa sabe-se lá porque não sei... a sessão ocorreu  longe dos holofotes da VERDADE naquela corte?  e  então...

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu, por quatro votos a dois, cassar o prefeito de Feijó, Juarez Leitão (PT) e do vice-prefeito, Marcus Antônio Lima, na tarde desta terça-feira, 15. Por maioria, os juízes entenderam que Juarez Leitão cometeu crime eleitoral nas últimas eleições municipais.

O relator do processo, juiz Jair Facundes, concedeu parecer favorável ao recurso as denúncias apresentadas por Raimundo Pinheiro, o "Dim Dim", do PSDB, de que Juarez Leitão teria cometido abuso de poder econômico, abuso de poder político e captação ilícita de sufrágio (compra de votos).
O voto do relator foi seguido por Denise Bonfim, Maria Penha e Eva Evangelista.

Votaram contra a cassação de Juarez os juízes Maurício Hohenberg e Ivan Cordeiro.
Em seu voto, o relator do processo, juiz Jair Facundes, pediu ainda que seja aplicada uma multa de 30 mil unidades fiscais, chamada de UFIR. Ele determinou também a realização de novas eleições em Feijó, num prazo de 60 dias e sem a participação do prefeito cassado. O relator pediu ainda que a decisão entre em vigor já a partir desta terça-feira, 15.

A defesa pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com o afastamento de Jaurez Leitão e de Marcus Antônio, o presidente da Câmara de Vereadores, Cláudio Braga, assume a Prefeitura de Feijó, até a realização de nova eleição.

OBS:
A mentira só serve para os que de fato se beneficiam dela.  EU VOU PEDIR VISTAS DO PROCESSO... QUEM SABE ASSIM EU GANHO ALGUM...

e  tenho dito .

Nenhum comentário:

Postar um comentário